A importância de se discutir a Síndrome da Impostora

27/03/2019

A importância de se discutir a Síndrome da Impostora

Ao atuar com organizações de diferentes setores, a ImpulsoBeta, empresa especializada em inteligência de gênero, sempre ouviu sobre a importância de realizar mudanças estruturais dentro das empresas para assegurar que a transformação desejada em prol da equidade de gênero seja perene. Além de mudanças por parte das empresas, é essencial também que as mulheres assumam uma postura protagonista na busca por mais espaço e oportunidades.

Pensando nisso, a ImpulsoBeta lançou um curso aberto para mulheres dentro de sua Trilha de Liderança Feminina sobre Síndrome da Impostora. Saiba mais sobre essa temática e porque sua discussão é tão importante para o avanço profissional das mulheres!

Quer receber as novidades e conteúdos da ImpulsoBeta? Se inscreva em nossa newsletter!

Mas afinal, o que é Síndrome da Impostora?

Síndrome da impostora é aquele sentimento de que não se é competente o suficiente, merecedora de suas conquistas e que, em algum momento, alguma coisa vai dar errado. Embora homens e mulheres possam experienciar esse sentimento de 'farsa', essa é uma situação mais frequente entre as mulheres. Pesquisas mostram que elas só se candidatam a vagas se preenchem 100% dos requisitos e não se expõem tanto a oportunidades de promoção por achar que ainda não estão prontas. Assim, se estamos falando sobre mulheres no mercado de trabalho, precisamos falar sobre esse fenômeno.


Por que é importante discutir e trabalhar a Síndrome da Impostora?

É claro que não é algo que aflige todas as mulheres, mas a maioria delas já passou pela seguinte situação: se ver em uma área de atuação ou alcançar um determinado nível hierárquico e achar que foi um erro ter sido colocada naquela posição.

Tal sentimento envolve diretamente a realização do trabalho, as aspirações de carreira e as decisões acerca de exposição no mercado, afinal o sentimento de pouco merecimento faz com que a mulher se veja menos preparada para novos desafios.

Como forma de enfrentar essa barreira, a ImpulsoBeta convida as mulheres a discutir a origem desse fenômeno, compreender os sinais que ele pode estar acontecendo e aprender insights práticos para acabar com a autossabotagem feminina através do curso aberto. Para saber mais detalhes sobre o curso de Síndrome da Impostora, clique aqui.

O curso será ministrado pela Melina Cavalcante, psicóloga especialista em gênero da ImpulsoBeta, no dia 10 de abril em São Paulo.

Inscreva-se agora no curso e informe que você ficou sabendo pela matéria de Síndrome de Impostora que te daremos um desconto especial!