Como criar empresas mais atrativas para as mulheres

01/04/2019

Como criar empresas mais atrativas para as mulheres

Na última quarta-feira, dia 27 de março, a ImpulsoBeta promoveu um encontro para auxiliar as empresas a melhorarem suas marcas empregadoras e se tornarem mais atrativas para as mulheres. Em parceria com Great Place to Work e Women Friendly, o evento foi realizado no Inovabra Habitat, em São Paulo.

Quer receber as novidades e conteúdos da ImpulsoBeta? Se inscreva em nossa newsletter!

O evento foi aberto por Lina Nakata, gerente de conteúdo do Great Place to Work que trouxe os principais dados sobre mulheres e mercado de trabalho no Brasil e no mundo. Ao comentar sobre sua participação e sobre os resultados do evento, Lina ressaltou que "apesar de sabermos da importância de discutirmos o tema mulher nas organizações de forma contínua, neste evento pude observar o assunto por novos olhares: no employer branding, nas comunicações diversas para atração de pessoas, no ambiente de trabalho livre de assédio sexual e na educação. Falar do papel da mulher - e dos seus resultados tão positivos! - nas empresas é sempre gratificante. Além disso, os casos contados nos inspiram a continuar a caminhada para termos melhores ambientes de trabalho para todos."

A sequência do conteúdo ficou sob responsabilidade da Andrea Tenuta, sócia da ImpulsoBeta e responsável pela frente de atração da empresa. Durante sua fala, ela ressaltou que os principais motivos pelos quais as mulheres decidem por um emprego não são os mesmos que os homens, por isso estratégias na divulgação de vagas, bem como na priorização dos benefícios, são elementos cruciais para a atração de profissionais talentosas. Andrea ainda trouxe cases de sucesso de employer branding, para demonstrar que é possível ser mais assertivo no momento de atração, sobretudo pelo olhar de diversidade e comentou: "foi muito gratificante compartilhar conhecimento com um grupo tão interessado e inquieto sobre a diversidade de gênero no mercado de trabalho somado ao fato de contar com a chancela de duas entidades sérias e reconhecidas como a GPTW e Women Friendly que estão engajadas em propósitos que se conectam no mesmo objetivo: a MULHER. A fim de tangibilizar a temática, discutimos cases do que não recomendamos fazer do ponto de vista de atração e employer branding e, por outro lado, cases do que já estão fazendo no mercado, como WalMart e Raízen. Esses exemplos não só foram positivos e inspiradores, mas também emocionantes, segundo o próprio público relatou após a apresentação".

A fala de encerramento foi da Ana Addobbati, fundadora da Women Friendly, que trouxe o assunto de assédio sexual para a pauta. Olhando sempre pelo recorte de mercado de trabalho, ela ressaltou que garantir o fim do assédio sexual de colaboradoras, clientes e fornecedoras é decisivo para os resultados do negócio e para criação de ambientes de trabalho verdadeiramente sadios. Sobre o evento, Ana disse que "para a Women Friendly foi uma honra estar ao lado da GPTW e da ImpulsoBeta, duas vozes importantes na construção de um ecossistema melhor para as mulheres atuarem. Entender-nos como uma ferramenta relevante dentro da proposta de mudança que estas duas empresas propõem ao mercado dá-nos força e energia para seguir no nosso caminho de lutar por ambientes livres do assédio sexual."

Para conferir todo o conteúdo que foi dividido, assista a transmissão ao vivo e as fotos do evento.