Dia dos Pais: O melhor presente que você pode se dar é ser pai

09/08/2019

Dia dos Pais: O melhor presente que você pode se dar é ser pai

Todos os dias nascem mais de 8 mil crianças no Brasil, segundo o IBGE 2018. Cada nova vida tem um impacto enorme em todos a seu redor. As demandas e necessidades de um bebê fazem com que aqueles que decidem exercer a paternidade tenham suas vidas completamente transformadas.

Quer receber as novidades e conteúdos da ImpulsoBeta? Se inscreva em nossa newsletter!

O homem não nasce pai, ele se torna um e ele escolhe ser pai.

No caso do Brasil, esta escolha facultativa fica ainda mais evidente considerando os dados assustadores de que mais de 5 milhões de crianças sem o nome do pai em seus documentos, gerando consequências estruturais no desenvolvimento infantil da criança que vive sem uma referência paterna.


São novos caminhos que se abrem a partir da chegada dos filhos.

A paternidade é uma oportunidade para o homem nascer de novo e fazer novas escolhas. A paternidade permite ao homem se olhar, se emocionar, se encantar, chorar, experimentar e vivenciar a vida com novas lentes.

A experiência de se relacionar com a criança nos desafios cotidianos permite aos pais adquirir diversas novas habilidades. Para os homens, a participação na criação dos filhos estimula o desenvolvimento da paciência, da compreensão e da capacidade de adaptação segundo estudo da Oxford University. Além de serem percebidos como mais responsável, empático, humano. "De forma geral, os homens afirmam que a paternidade os fez mais responsáveis e que os patrões perceberam e os recompensam por isso". Esta é a conclusão da economista e pesquisadora do Insper Regina Madalozzo, que conduziu um estudo com 700 moradores de 30 bairros da periferia de São Paulo com pelo menos um filho de até seis anos.

O assunto filhos é uma pauta importante e atual para a sociedade e para o mercado de trabalho. A licença paternidade, por exemplo, além de fazer bem ao pai e à criança, faz bem aos negócios uma vez que promove uma melhora na igualdade de gênero nas companhias. Contribuindo para esse argumento, a Ernst Young divulgou recentemente que o aumento da licença para homens reduz a rotatividade de mulheres. Também é possível concluir que a motivação das empresas em aderir a um programa de licença paternidade está intimamente ligada ao aumento do engajamento, segundo recente estudo da Talenses em 2018.

É preciso atrair pais, mães e toda a sociedade para dialogar sobre filhos. As empresas que repensarem as suas políticas com mais isonomia e levarem em consideração as novas configurações familiares e a vontade de muitos homens em construir uma relação de vínculo com seus filhos, estarão permitindo que muitos profissionais com filhos, sejam eles homens ou mulheres, sejam protagonistas em suas carreiras.

Texto escrito por Camila Antunes, cofundadora da consultoria Filhos no Currículo, a convite da ImpulsoBeta


---

Sobre a consultoria Filhos no Currículo 

Somos uma consultoria que ajuda empresas a inovarem suas relações de trabalho e a se tornarem o melhor lugar para profissionais com filhos trabalharem e se desenvolverem. Transformamos as relações de trabalho através do mapeamento da cultura das organizações, desenvolvimento das competências de profissionais com filhos, promovendo um ambiente de pertencimento com respeito à diversidade. Empresas como Pepsico, Grupo Inpress, Danone, Aramis, Abbott, Rede Mulher Empreendedora e Glassdoor estão entre os nossos clientes e parceiros.

Em comemoração ao mês dos pais, convidamos diversos homens a refletirem sobre esta pauta e o resultado foi a criação de um talk inspirador que pode ser levado às empresas chamado "PAI 4.0: QUE LEGADO VOCÊ QUER DEIXAR PARA O SEU FILHO?" sobre os desafios do homem em ser protagonista na carreira e na paternidade.

Entre em contato para mais informações: 

michelle.terni@filhosnocurriculo.com.br | (11) 98320-3399



Siga a gente nas redes sociais:

Facebook | Instagram | LinkedIn